Doutor em Gestão Logística

Geral

Descrição do programa

O aluno deve desenvolver competências intelectuais e especializadas e habilidades práticas na aquisição, interpretação, compreensão, análise e aplicação dos princípios de gestão de logística. O aluno deve desenvolver habilidades de pesquisa, redação e pensamento criativo no campo da gestão de logística. O aluno deve ser capaz de tomar decisões estratégicas no contexto de uma organização de logística, ou a função de logística de uma empresa, e analisar e avaliar qualquer decisão interna ou externa que tenha impacto na função logística e / ou profissão. O aluno também deve ser capaz de refletir sobre suas decisões e aplicações gerenciais para analisar e avaliar o efeito do mesmo no contexto holístico da gestão de logística. A tese deve constituir um reflexo do conhecimento e insight no campo da gestão de logística.

Requisitos de admissão

O acesso do estudante será fornecido ao aluno que possui uma qualificação de Mestrado em Gestão de Logística no NQF Nível 8 ou 9. O Reitor da Faculdade de Gestão pode recusar a admissão de um estudante à qualificação de Doutoramento se do parecer que a formação acadêmica do aluno é insuficiente.

Detalhes do contato

Nome: Ms R Ramsaroop
Tel: 27 (0) 11 559 4979 / Email: rramsaroop@uj.ac.za

Registro e datas de início

As inscrições começam em janeiro e são realizadas palestras em fevereiro para os cursos de graduação e pós-graduação.

Todos os programas de pesquisa para mestrado e doutorado podem ser registrados ao longo do ano.

Data de término: a acadêmica começa em janeiro e termina em dezembro. O prazo final do programa é determinado pela duração do programa.

Última atualização Agosto 2019

Sobre a escola

Vibrant, multicultural and dynamic, the University of Johannesburg (UJ) shares the pace and energy of cosmopolitan Johannesburg, the city whose name it carries. Proudly South African, the university i ... Ler Mais

Vibrant, multicultural and dynamic, the University of Johannesburg (UJ) shares the pace and energy of cosmopolitan Johannesburg, the city whose name it carries. Proudly South African, the university is alive down to its African roots, and well-prepared for its role in actualising the potential that higher education holds for the continent’s development. Ler Menos